Serviço Social

O Serviço Social objetiva a execução de políticas públicas e de programas sociais voltados para o bem estar coletivo. Promove, também, a inclusão à vida comunitária e o enfrentamento dos limites existentes para as pessoas com deciência. Para tanto, esclarece direitos sociais e os meios de exercê-los, analisa e propõe ações em favor da justiça social e equidade.

1. Atividade funcional do Serviço Social

A atuação do Serviço Social dentro da Kinder se dá junto:

  • à família do usuário
  • à equipe de Reabilitação
  • à  Escola
  • à administração
  • à comunidade
  • as redes sociais de apoio
  • aos órgãos governamentais ( Município, Estado, Governo Federal)

A prática profissional do Assistente Social, tem um espaço próprio de atuação o que lhe confere autonomia dentro de um processo complexo que se dá num espaço delimitado mas, possuindo vínculos, sua ação será integrada com os demais agentes e estruturas sociais.

2. A atuação do SERVIÇO SOCIAL dentro da Kinder está voltada para as situações elencadas abaixo:

  • Entrevistas individuais e/ou coletivas de avaliação e/ou acompanhamento sócio-econômico e familiar realizadas com o familiar responsável;
  • Informações como regras, normas e funcionamento institucional para ingresso;
  • Orientação e encaminhamento para benefícios;
  • Orientação, esclarecimento, encaminhamento e liberação de recursos internos e externos da comunidade;
  • Trabalho junto à família do usuário, a equipe, a comunidade, as redes sociais de apoio e órgãos governamentais;
  • Manter atualizada a relação dos PCD’s (ingresso/desligamento) atendidos via convênios e o fornecimento de relatórios das atividades desenvolvidas aos órgãos mantenedores;
  •  Atuação junto à equipe no controle de situações de vulnerabilidade, abandono de tratamento e excesso de faltas;
  •  Visitas domiciliares para conhecimento a realidade habitacional do PCD e sua família;
  • Auxiliar a família diante das necessidades concretas apresentadas: transporte, passagens, medicação, e outros;
  • Oportunizar o desenvolvimento de grupos com os familiares dos PCD’s atendidos.
  • Estudos sociais referentes à situação sócio-econômica e familiar dos pacientes atendidos pelo Serviço Social;
  • Registros das intervenções e pesquisa em prontuário dos pacientes em atendimento pelo Serviço Social;
  • Relatório de atividades;
  • Plano de trabalho;

3. A prática desenvolvida pelo Serviço Social visa alcançar os seguintes objetivos:

1.Objetivos gerais:

1.1Conhecer a realidade sócio-econômica e familiar do usuário, identificando os problemas potenciais de ordem social que possam interferir no processo de reabilitação e/ou escolarização do mesmo;

1.2 Trabalhar junto à família do usuário, a equipe, a comunidade, as redes sociais de apoio e órgãos governamentais, nas dificuldades encontradas visando a recuperação global deste pcd;

1.3 Administrar o ingresso, e desligamento dos pcds que são atendidos via convênio;

1.4 Avaliar a possibilidade de contribuição mediante avaliação sócio-econômica das famílias dos ppd’s atendidos;

2.Objetivos específicos:

2.1 Realizar após avaliação sócio-econômica das famílias encaminhamento para benefícios em que se enquadrem e solicitar contribuição mediante análise do quadro;

2.2 Apreender a situação familiar, procurando identificar recursos dentro deste núcleo e o impacto do diagnóstico no funcionamento familiar;

2.3 Realizar visita domiciliar para conhecer a realidade habitacional do ppd e sua família;

2.4 Compreender os sentimentos da família a respeito do  ppd e a origem de sua motivação em procurar atendimento especializado;

2.5 Auxiliar a família diante das necessidades concretas apresentadas: transporte, passagens, medicação, e outros;

2.6 Interpretar e compartilhar com a equipe de reabilitação informações sobre o diagnóstico do paciente, procurando estabelecer uma troca de informações e objetivos quanto ao tratamento que realiza;

2.7 Atuar junto a equipe no controle de situações de abandono de tratamento e excesso de faltas;

2.8 Reconhecer e mobilizar recursos na comunidade que revertam em benefício ao ppd;

2.9 Oportunizar o desenvolvimento de grupos de sala  de espera e informativos com os familiares dos ppd’s atendidos.

4. As intervenções adotadas pelo Serviço Social são:

# Abordagem individual – entrevistas individuais e/ou coletivas de avaliação e/ou acompanhamento sócio-econômico e familiar realizadas com o familiar responsável, que encontra-se inserido no processo de tratamento deste paciente.

Destacamos dentro desta abordagem:

-     triagem para inclusão em atendimentos;

-          orientação e encaminhamento para benefícios;

-          orientações sobre funcionamento da Instituição;

-          orientação, esclarecimento, encaminhamento e liberação de recursos internos e externos da comunidade;

# Reunião em equipe interdisciplinar – oportuniza a discussão de situações/casos, visando alternativas de intervenção conjuntas. Além de contribuir para uma maior integração do trabalho em equipe.

# Contatos, encaminhamentos e discussões – junto a comunidade e as redes sociais de apoio, buscando reconhecer e mobilizar recursos da comunidade, os quais revertam em benefício ao paciente e sua família.

# Documentação:

-          estudos sociais referentes a situação sócio-econômica e familiar dos pacientes atendidos pelo Serviço Social;

-          registros das intervenções e pesquisa em prontuário dos pacientes em atendimento pelo Serviço Social;

-          relatório de atividades;

-          plano de trabalho;

-          manter atualizada a relação dos ppd’s atendidos via convênios e o fornecimento de relatórios das atividades desenvolvidas aos órgãos mantenedores;

5. Os resultados que se espera alcançar através da prática da assistente social junto as famílias dos PPDs na Kinder é:

-          completa aderência do usuário aos atendimentos de reabilitação e/ou escolarização;

-          envolvimento da família no processo de reabilitação do usuário;

-          contribuir com o trabalho em equipe;

-          compreensão do contexto social do paciente pela equipe;

-          reconhecimento e mobilização de recursos da comunidade e integração junto as redes sociais de apoio, alcançando um trabalho de acompanhamento em conjunto ao paciente e a família;

Entre em contato com a Kinder!

O e-mail foi enviado com sucesso!

Ocorreu um erro no envio.